Make your own free website on Tripod.com
.
.
.
.

    Tudo começou na primeira metade da década de 1990, quando os integrantes começaram a ter um contato mais íntimo com a música, e com a arte de compor. Ali foi plantada a semente de um sonho que se tornou realidade. Fulgás, mas intenso e repleto de vitalidade.

    Em 1995 três dos integrantes da Banda se reuniram para tocar e formar a Banda THE SHAVADOS. BABA, ÉGUI e GUS, na Guitarra, Baixo e Batera respectivamente. O ÉGUI e o GUS estavam quebrando um galho tocando outros instrumentos, que não eram os seus originais (vide Ficha Técnica).

    Em 1996, paralelamente ao início da Banda, ÉGUI e GUS, ainda no Baixo e na Batera se uniram ao Renato (Guitarra) e a mais dois músicos (Guitarra e Vocal), e fundaram a banda So What, que era uma banda de Punk Rock. A So What durou tão pouco que apenas o nome do Renato foi lembrado, e não houve jeito de se recordar os nomes dos outros dois músicos (foi mal).

    A partir daí, após o fim da So What, a Banda THE SHAVADOS também deu um tempo, voltando a se reunir mais tarde, no final de 1996. Nesse meio tempo o GUS teve contato com a banda católica Sopro de Vida, e passou a ser o Baixista da mesma.

    E foi justamente no final daquele ano que o Baterista MAD se integrou à THE SHAVADOS, surgindo então a formação principal da Banda. Ficaram então os quatro, BABA, ÉGUI, GUS e MAD unidos até 1998. Foi o auge da Banda, que criou uma identidade própria, priorizando a integridade do seu caráter, e a dignidade de defender suas idéias e seus valores, de modo simples e fácil: Não se vendendo ao showbusiness.

    A partir de 1999 o MAD se tornou baterista da banda de rock Tongue Lust. E esse foi o ano também que a Banda THE SHAVADOS deixou de se reunir, por tempo indeterminado. Talvez não seja o fim. A Banda ainda pode vir a retornar, a qualquer momento, com força total...